Pelos Correios, Audiência na Câmara dos Deputados em 30/05/2017

Pelos Correios, Audiência na Câmara dos Deputados em 30/05/2017

Se o vídeo estiver indisponível no YouTube, clique aqui

O debate sobre “A Situação de Crise na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos” foi ainda mais longe, alcançando, nesta terça-feira (30) o Plenário Ulysses Guimarães, da Câmara dos Deputados. Na oportunidade, diversos parlamentares, além das representações da categoria e da ECT, defenderam que os Correios continuem como Empresa Pública e a viabilização do Projeto de Fidelização, que pode trazer uma receita anual de 40 bilhões de reais para a Estatal.

O Presidente da Associação dos Analistas dos Correios do Brasil, Sr. Jailson Pereira, fez um apelo à cristandade brasileira pela União, mesmo com as diferenças. Jailson destacou que nesse momento por que passa o Brasil, mais do que nunca devemos nos unir pela nossa nação.

Diferentes partidos, por meio de seus representantes, declararam apoio à estatal e prometeram não cessar o debate até que sejam encontradas soluções benéficas aos trabalhadores e à população, para que seja mantido o patrimônio nacional de qualidade e 100% público e estatal.

Nelson Pellegrino (PT-BA)
“Ampliar a oferta de serviços e produtos e teria oportunidade não apenas de manter os funcionários, mas também o patrimônio.”

André Figueiredo (PDT-CE)
“A posição do PDT e de vários partidos políticos tem sido a de defender com muita intransigência esse patrimônio do povo brasileiro, que são os Correios. A maior riqueza são as pessoas lá trabalham.”

Maria do Rosário (PT-RS)
“Em nome do partido, digo que somos posicionados por um Correios 100% público, estatal, que cumpra sua missão diante do povo brasileiro. Estamos falando da segurança e da integração nacional, da única instituição que está em todos os lugares do Brasil, ao mesmo tempo.”

Luciana Santos (PCdoB-PE)
“O alegado déficit não se dá pelo tamanho ou viabilidade, mas pelos erros de gestão ou exageros de patrocínios, quebras de contratos, despesas trabalhistas. Estamos falando de uma empresa que tem o papel de integração do povo brasileiro, aspecto até afetivo, que, hoje, supera somente a família como uma instituição que deva ser valorizada.”

Joaquim Passarinho (PSD-PA)
“O PSD não admite discutir, de maneira alguma, a privatização dos Correios. A voz dos Correios será ouvida por todos os partidos.”

Zé Geraldo (PT-PA)
“Queremos admitir mais e não demitir. Se a empresa é estratégica, e ela tem que ser, o governo precisa buscar e criar fundos.”

Décio Lima (PT-SC)
“Os Correios não podem ser submetidos às regras de mercado. Têm que ser submetidos aos valores do nosso país.”

Vicentinho (PT-SP)
“Defender os Correios é missão, é compromisso de cada um de nós. Com políticas de perseguições e sem políticas de recursos humanos vamos continuar com resquícios da ditadura militar.”

Paulo Magalhães (PSD-BA)
“Esta casa não vai se furtar a assumir essa luta. Uma luta por direitos, que faz a aproximação dos trabalhadores no Brasil.”

Hildo Rocha (PMDB-MA)
“É preciso encontrar uma saída que não seja da maneira como está sendo conduzida pelo ministro Kassab, de entregar para a iniciativa privada esse grande patrimônio.”

Audiência no Senado destaca motivação dos ecetistas e o respeito aos brasileiros Jailson Pereira
Your Comment

Leave a Reply Now

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Precisa de ajuda? Converse conosco