Postalis aciona BNY Mellon nos Estados Unidos

Na última quarta-feira (31/10), o Postalis ingressou no Tribunal do Distrito de Nova Iorque contra o Bank of New York Mellon Corporation. Este é o primeiro processo no qual o instituto de previdência dos carteiros brasileiros ingressa numa Corte dos Estados Unidos contra o poderoso banco americano.

Os advogados americanos que defendem o Postalis entraram com o pedido para que seja iniciado um procedimento chamado “Discovery”. Essa medida judicial prevista no código de Leis dos Estados Unidos (28 U.S.C. § 1782) tem como objetivo buscar (descobrir) evidências robustas que envolvam a parte acionada. Neste caso, as evidências deverão indicar que o BNY Mellon americano participou ativa ou passivamente das fraudes praticadas pelo BNY Mellon brasileiro, que ocasionaram enormes prejuízos aos investimentos do Instituto.

O escritório que defende o Postalis é o KOBRE & KIM LLP, banca de advogados com representatividade mundial e com larga experiência em disputas e investigações.

As supostas evidências também poderão ser utilizadas em processos judiciais no Brasil e nos EUA, visando a responsabilização do banco norte-americano e aumentando de forma efetiva as chances de recuperação dos prejuízos causados aos cofres do Postalis.

É oportuno lembrar que o Postalis possui outras sete ações judiciais ingressadas no Brasil contra o BNY Mellon brasileiro. Com informações da Assessoria de Comunicação do Postalis.

Debate sobre os Fundos de Pensão das Estatais Intervenção no POSTALIS é prorrogada
Your Comment

Leave a Reply Now

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Precisa de ajuda? Converse conosco