AACB Em Audiência Pública: Importância dos Correios Público

AACB Em Audiência Pública: Importância dos Correios Público

Autoridades do Legislativo Federal, representantes dos empregados e do Governo debateram no dia 5 de junho de 2019, em Audiência Pública na Câmara Federal, a ameaça de privatização dos Correios.

Ela é fruto da articulação política das Entidades com Parlamentares como resposta às ameaças do Presidente, e do Ministro da Economia, que divulgam suas intenções em vender a estatal centenária ao capital privado.

Participaram dessa audiência na Comissão de Legislação Participativa o Presidente da AACB, Sr. Jailson Pereira, e demais representantes das entidades: FENTECT, FINDECT, ADCAP, FAACO, ANATECT, além do Presidente dos Correios, e assessor especial do Ministério da Economia, Fábio Almeida Abrahão.

A Audiência é de iniciativa dos Deputados Leonardo Monteiro (PT/MG) – Presidente da Comissão, e Glauber Braga (Psol-RJ).

ORADORES DEFENDEM MANUTENÇÃO DOS CORREIOS ESTATAL:

O Presidente da Empresa, General Juarez de Paula Cunha, o primeiro a falar na audiência. Ele frisou que apenas 324 municípios do país dão lucro e subsidiam as atividades nos demais 5240, em cumprimento à missão imposta pela constituição. E lembrou que isso mostra o quanto espetacular é o papel dos Correios para a integração nacional, por atuar em áreas diversas como educação, defesa civil, infraestrutura, entre outros.

Já o Sr. Jailson Pereira, Presidente da AACB, enfatizou que o Brasil precisa de um Correios  100% público, porque é uma Estatal estratégica para a soberania nacional e para impulsionar o setor de encomendas e logística do país.

Para Jailson, as políticas governamentais de desestatização com o fim de amortizar a dívida pública são errôneas. O país paga mais de 1 trilhão de reais por ano. Privatizar as estatais não altera a realidade dessa dívida, concluiu.

PROJETOS EM VOTAÇÃO GARANTIRIAM SOBREVIVÊNCIA DOS CORREIOS:

Existem dois projetos protocolados na Câmara dos Deputados que garantiriam fôlego aos Correios. O primeiro (PL 7638/17) determina a prestação preferencial ou fidelização de serviços postais dos Correios pelos órgãos públicos federais da administração direta e indireta. Ele geraria um aumento da arrecadação dos Correios de imediato. Já a segunda proposta (PL 1368/19) cria o Fundo de Universalização dos Serviços Postais. Ambos os projetos poderiam ser atendidos pelos Correios sem gerar gargalos nas atividades da Empresa.

“Esses projetos são fundamentais: o da fidelização e o do FUSP sem dúvida garantem a viabilidade econômica, financeira e social dos Correios. Nós queremos dar essa contribuição pro governo. Aprovando essas leis, sem dúvida nenhuma vamos estar garantindo a viabilidade dos Correios, sem necessidade de privatizar”, afirma Leonardo Monteiro, presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Correios e um dos proponentes da Audiência.

O Deputado Orlando Silva (PCdoB/SP) também participou da audiência defendendo manutenção dos Correios público. Para ele, é importante que a população tenha conhecimento da importância da Empresa para o pleno exercício da cidadania. “Nós, da bancada do PCdoB vamos dar total apoio ao projeto de fidelização e qualquer outro que garanta a existência da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. Nós somos contra a privatização e venda ao capital estrangeiro”.

Entidades constroem Frente Ampla em defesa dos Correios 100% público e de qualidade para o Brasil Audiência Pública Contra a Privatização dos Correios
Your Comment

Leave a Reply Now

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Precisa de ajuda? Converse conosco